Aprile  2024
Lun Mar Mer Gio Ven Sab Dom
   
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30  

3º Retiro Territorial do Movimento Laical Orionita Brasil Sul/Moçambique

  O 3º Retiro do Movimento Laical Orionita Brasil Sul/Moçambique aconteceu entre os dias 28 e 30 de julho, no Noviciado e Casa de Retiros São José, em São José dos Pinhais/PR. Foram 26 leigos/as que representaram os grupos locais do MLO de Siderópolis, Joinville, São José dos Pinhais, Quatro Barras, Curitiba (Paróquia Santa Quitéria), São Paulo (Paróquia Nossa Senhora Achiropita), Cotia, Rio Claro e Guararapes, além de representante do Movimento Tra Noi, de Presidente Prudente. Os leigos/as foram acompanhados pelo assistente espiritual do MLO Territorial, Padre Antônio Sagrado Bogaz e pelo Padre Evaldo Wrobleski, assistente espiritual do MLO Siderópolis.

La notizia in italiano

  

 O tema escolhido para o retiro foi “O Leigo Orionita numa Igreja Sinodal”, refletindo sobre esse importante momento vivido em nossa Igreja.

 No início da noite de 28 de julho, os/as participantes foram acolhidos pela coordenação do território e convidados a uma primeira reflexão a partir de um trecho de um discurso de Dom Orione, de 1921 – “Para uma nova civilização: Espártaco ou Paulo?”. Na sequência, houve um momento de adoração eucarística, encerrando o primeiro dia de retiro.

O sábado iniciou com a oração da manhã, na qual lembramos as promessas e a vocação assumidas em nosso Batismo. Após o café da manhã, houve o primeiro momento formativo, conduzido pelo Padre Carlos Santos da Silva com a palestra “São Luís Orione e a sinodalidade”.  A fala do Padre Carlos nos esclareceu sobre esse caminho que o Papa Francisco propõe à Igreja, resgatando a renovação eclesial já vislumbrada pelo Concílio Vaticano II, rompendo com estruturas ultrapassadas e corrompidas para dar respostas coerentes aos tempos atuais, sem, contudo, alterar dogmas.  No deserto, recebemos as seguintes orientações para nossa reflexão pessoal: meditar guiados pelo Evangelho de Lucas (Lc 10, 1-24) e responder às questões: O que é sinodalidade? A partir da definição sinodalidade, qual a importância de uma Igreja sinodal? Em que o carisma orionita contribui para a sinodalidade? Como ser uma igreja sinodal em saída em nossa realidade? Após esse momento individual de reflexão, houve partilha destas reflexões.

Após o almoço, os participantes foram à Igreja do Sagrado Coração de Jesus, localizada nas imediações da Casa de Retiros. Lá, foram recebidos pelo pároco, Padre Estanislau, que contextualizou a história da comunidade, nascida durante a chegada dos primeiro imigrantes poloneses na região. Na sequência, fez-se a oração do terço ao Sagrado Coração e adoração eucarística. 

Antes do retorno para a casa de retiros, houve um momento de convivência entre os participantes numa breve ida ao “Caminho do vinho”, atração turística da cidade. Na volta, houve novo momento formativo conduzido pelo Padre Wellington Gomes com a palestra “O amanhã de Dom Orione: profecia, esperança e confiança”. Através de trechos escritos pelo fundador, propôs reflexões acerca da atitude e testemunho dos leigos e leigas orionitas. Foram propostas quatro questões para a ressonância: Quais sentimentos têm orientado nosso ser orionita? Na minha vivência, no meu anúncio e testemunho, sou profeta da esperança ou da desgraça? Quais sinais de esperança e confiança em Cristo o MLO tem oferecido à sociedade? Como ser Dom Orione hoje para termos um amanhã restaurado em Cristo? Em pequenos grupos, uma das questões foi escolhida para aprofundamento e posterior partilha. Na sequência, houve o momento mariano com a reza do terço, meditando sobre o chamado à vocação leiga. Após o jantar, houve o momento de memorar os leigos e leigas que já faleceram e marcaram nossas comunidades com seu agir orionita.

O último dia do retiro iniciou com a oração da manhã onde pediu-se luz para o caminho sinodal da Igreja e comprometimento com esse caminho. Após o café da manhã, Padre Evaldo Wrobleski falou sobre a relação de São Luís Orione e a Eucaristia. A partir de sua fala, nos aproximamos do profundo amor de Dom Orione para com o Cristo Sacramentado e Sua Igreja.

A celebração eucarística fechou o retiro com o envio dos participantes, comprometidos em ser sinal de Cristo não só em suas comunidades, mas em todos os espaços de sua vivência.

Coordenação Territorial MLO Brasil Sul/Moçambique